Estreia do Alpine A110 RGT em Fafe 50 anos depois do título no Europeu

Francês Jean Claude-Andruet, um dos quatro “mosqueteiros”, sagrou-se campeão da Europa de ralis em 1970 com o Alpine A110 1600

O Rally Fafe Montelongo, terceira prova do FIA ERC (European Rally Championship), organizada pelo Demoporto, vai ser palco, na próxima semana (2/4 outubro), de um marco histórico: o regresso, 50 anos depois da conquista do título por Jean-Claude Andruet, de uma marca tão icónica como a Alpine ao Europeu. A equipa francesa CHAZEL Technologie Course é a responsável pela preparação de um Alpine A 110 RGT, da categoria ERC2, que vai ser guiado pelo italiano Zelindo Melegari, atual líder do campeonato naquela classe.

O Alpine A 110 RGT foi homologado pela FIA no passado mês de julho e a sua estreia em Fafe está a ser aguardada com expetativa, como refere Louis Chazel, coordenador da divisão de ralis da CHAZEL Technologie Course:

“O ERC é a referência dos campeonatos de ralis na Europa. Estaremos em Fafe para demonstrar a grande competitividade do Alpine A110 RGT em asfalto. Trata-se de uma nova marca que agora compete apenas nos ralis em França e esta vai ser a estreia do carro em estradas internacionais. Estamos muito felizes, como equipa, por estar de regresso ao ERC. A nossa última época tinha sido em 2013, quando tínhamos a nosso cargo a equipa oficial da Renault Sport. O ERC é um campeonato de grande nível, com ralis míticos e um nível competitivo muito elevado, sendo o lugar perfeito para o novo Alpine A110 RGT”.

A marca Alpine é sinónimo de ralis e o seu nome continua associado a Jean-Claude Andruet, vencedor, em 1970, do Campeonato da Europa de Ralis com o Alpine Renault A110 1600. Andruet, com Jean-Pierre Nicolas, Jean-Luc Therier e Bernard Darniche, foi um dos famosos “Quatro Mosqueteiros” que conquistaram, na década de 70, diversos êxitos com os carros da marca francesa.

Com as quatro provas da temporada 2020 do FIA ERC em piso de asfalto, Louis Chazel explica o porquê de a reformulação do calendário ter encaixado nos planos da sua equipa para desenvolver ainda mais o novo carro e demonstrar o seu potencial a futuros clientes.

“Zelindo lidera a classe ERC2 ao fim de dois ralis do campeonato e decidiu-se pelo Alpine A110 RGT porque o considera a arma perfeita naquela categoria em pisos de asfalto”, diz Chazel, acrescentando:

“A CHAZEL Technologies Course é uma empresa especializada na nova geração do Alpine A110 RGT em ralis e também nos circuitos. Alugamos e também comercializamos o novo carro. Para já, está apenas homologado na versão asfalto, temos participado em vários ralis em França e agora estamos muito felizes por participar no Rally Fafe Montelongo”.

Zelingo Melegari está desejoso de pilotar o seu Alpine A 110 RGT no seguimento de um recente teste que lhe deixou ótimas impressões:

“Escolhi o Alpine porque o restante campeonato decorre em provas de asfalto e estou convicto de que será muito mais competitivo nessas condições do que o Subaru, que já era um carro antigo. Gosto muito dos ralis em terra e lamento que agora sejam todos de asfalto. De qualquer modo, sinto-me satisfeito por continuar a competir e fiquei com boas sensações deste carro no teste que fizemos. A equipa é muito profissional, eles sabem e conhecem o que se deve fazer no carro para eu lutar pelo pódio na classe ERC2”.